A009 - Como evitar multas

Quais são as multas mais sofridas por caminhoneiros e como evitá-las

Os caminhoneiros passam muito tempo na estrada e, por causa disso, precisam lidar com a fiscalização mais do que gostariam. Além disso, a legislação específica para o transporte de cargas faz com que o caminhoneiro seja exposto a maiores chances de receber uma multa. O Código de Trânsito Brasileiro é um dos mais rígidos e completos do mundo, e é por isso que é importante ficar atento à legislação.

Apesar da rigidez, o motorista não deve enxergar a fiscalização como inimiga. As leis de trânsito existem para resguardar a segurança e a vida de todos os condutores, incluindo a sua. Com cerca de 55 mil vítimas fatais por ano, o trânsito brasileiro é um dos mais violentos do mundo, além de ser o quarto mais violento em números absolutos e o terceiro mais fatal em termos per capita. Neste post, separamos algumas das infrações mais comuns e como se pode evitá-las:

 

Excesso de peso: Essa é uma das penalidades mais aplicadas nas estradas brasileiras. A multa tem graus de variação, podendo ser classificada de infração média a gravíssima, dependendo do total de peso excedido. Havia uma grade discussão sobre quem deveria arcar com a responsabilidade dessa infração: o caminhoneiro ou a empresa.

Mas, em setembro de 2015, o Governo resolveu essa questão e determinou que o transportador é responsável quando não há documento fiscal ou quando a mercadoria tiver mais de um remetente. O embarcador é responsável quando o peso total for menor que o informado no documento fiscal. Ambos são solidariamente responsáveis quando o peso declarado for superior ao limite legal.

 

Farol quebrado em rodovias: É uma infração considerada de nível médio que ocorre devido à falta de atenção na manutenção do veículo.

Fazer a manutenção das lâmpadas não custa caro, além de ser um procedimento muito rápido. Por isso, vale a pena se certificar se está tudo certo antes de sair para a estrada, evitando a chance de levar uma multa.

 

Excesso de poluição: Neste caso, a multa para caminhoneiros não está ligada aos órgãos de regulação do trânsito, mas sim ao código ambiental. O diesel brasileiro é um dos mais poluentes do mundo, por essa razão os valores aplicados às multas são bastante superiores às infrações de trânsito usuais, podendo passar da casa dos R$ 10 mil reais.

Em vigor desde 2013, essa regulamentação reforça a importância de manter os veículos bem regulados, especialmente os mais velhos que costumam ser o alvo das ações de fiscalização.

 

 

O preparo para a viagem pode fazer a diferença na hora de evitar as multas, por isso sempre teste itens de segurança básicos no veículo como as lâmpadas (farol, pisca-alerta, luz de ré), faça as manutenções preventivas e verifique a documentação do frete antes de pegar a estrada.

 

 

Fonte: Blog Iveco


É uma empresa homologada pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres)

como Administradora de Meios de Pagamento para Frete e Vale-Pedágio. Através do Sistema Pamcard, oferece a mais completa solução de pagamento eletrônico incluindo o Vale-Abastecimento e as despesas de viagem.

A Roadcard Soluções Integradas em Meios de Pagamento S/A foi criada em 2011.

Contato

  • Avenida Chedid Jafet 222 - Edifício Millenium - Bloco B, Conj.11 - 1º Andar – SP Caixa Postal 12.345 - São Paulo/SP - CEP 04551-065 - Vila Olímpia
  • sac.pamcard@roadcard.com.br
  • 0800 726 2279

MMCafé