Como Mapear Processos Logísticos

Como analisar e mapear o fluxo logístico

Nos dias de hoje, as empresas vêm progressivamente investindo em análise e mapeamento do seu fluxo logístico, buscando obter uma perspectiva geral de processos que vão desde a análise de matéria-prima até a distribuição e entrega, de modo a alcançar resultados significativos em melhora da produtividade, otimização de recursos, redução de custos e satisfação dos clientes.

Para compreender o funcionamento desse processo, deve-se observar suas quatro etapas principais:

 

01. Mapeamento e diagnóstico dos processos atuais

Em primeiro lugar, é necessário realizar um diagnóstico do fluxo logístico atual da empresa, com o objetivo de obter uma visão geral dos elementos e etapas de seus processos e, em seguida, definir qual a ferramenta mais adequada para auxiliar no mapeamento.

 

Nesta etapa devem ser realizados procedimentos como entrevistas, questionários, observação de campo, reuniões, análise de documentações e quaisquer outras técnicas que possam fornecer informações detalhadas para que se possa reduzir a margem de erro nos relatórios finais.

 

02. Desenho dos processos atuais

As informações detalhadas obtidas através do mapeamento devem ser desenhadas na forma de fluxograma nesta etapa. Feito os desenhos, os processos devem ser avaliados pelos seus respectivos responsáveis, para que possam ser validados ou ajustados.

 

03. Identificação das oportunidades de melhoria

As oportunidades de melhoria registradas ao longo do mapeamento devem ser marcadas no mapa dos processos. Para auxiliar no desenvolvimento dos planos de ação, é recomendado o uso de ferramentas como Matriz BASICO e Matriz GUT.

 

04. Desenho dos processos futuros

A partir da identificação das oportunidades de melhoria indicadas pelo mapa, deve-se realizar um novo desenho, mostrando como ficarão os processos após a implementação das soluções propostas, apontando os benefícios que a empresa visa alcançar.

 

Benefícios do mapeamento

O mapeamento e a análise dos fluxos logísticos permitem uma ampla visualização de todo o sistema e maior compreensão a respeito de seus processos. Dentre os benefícios alcançados, podemos listar:

  • Identificação dos desperdícios dos processos e suas origens, aumentando a produtividade;
  • Identificações das oportunidades de melhorias;
  • Otimização do fluxo logístico, visando a satisfação do consumidor;
  • Melhoria no fluxo de informação e comunicação;
  • Melhoria de qualidade dos produtos e serviços oferecidos;
  • Auxílio no dimensionamento dos recursos necessários para o gerenciamento eficaz do fluxo logístico;
  • Melhoria na imagem da empresa no mercado.

 

Não restam dúvidas de que um bom mapeamento do fluxo logístico proporciona uma série de vantagens e oportunidades de melhoria para a empresa, garantindo a redução de desperdícios através de estratégias eficientes.

 

Fonte: Nortegubisian


MMCafé