A040 - Logística-Compartilhada

Logística compartilhada: uma tendência inovadora

No artigo 10 tendências da logística para 2018, antecipamos que a economia colaborativa vem ganhando força nas operações do setor. A economia colaborativa, ou economia compartilhada, nada mais é que um novo modelo de produção, comercialização e consumo que, através de mecanismos de compartilhamento, torna os processos mais ágeis e mais econômicos, diminuindo os desperdícios. Dentro desta lógica, a logística compartilhada é um sistema que busca integrar empresas e colaboradores com necessidades em comum para que possam dividir ou trocar produtos e serviços.

Neste artigo você vai descobrir por que é vantajoso investir neste modelo inovador.

 

Como funciona a logística compartilhada

São várias as maneiras de se aplicar o conceito de economia colaborativa a logística. Dentre elas, é possível terceirizar processos de envio para empresas especializadas, utilizar espaço ocioso dentro de armazém de terceiros ou alugar frotas autônomas.

 

Transporte compartilhado

Muitas vezes as empresas com frota própria precisam lidar com a ociosidade de seus caminhões ou percebem que eles voltam completamente vazios após uma entrega. Com a logística compartilhada, é possível usar esses veículos para embarcar mercadorias de empresas parceiras, reduzindo os custos para todos.

Um exemplo de empresa que adotou este modelo é a cervejaria Ambev, que criou o programa Frota Compartilhada com o objetivo de otimizar a rota de seus caminhões. Após abastecerem os centros de distribuição, os veículos fazem o trajeto de volta com a carga de seus parceiros – esse sistema permitiu com que a empresa economizasse 5 milhões de litros de óleo diesel e deixasse de lançar 3 mil toneladas de gás carbônico no ano de 2015. O projeto conta com cerca de 20 empresas parceiras – entre elas, Unilever, Heinz e JBS – que realizam mais de três mil viagens colaborativas por mês. Com isso, a Ambev conseguiu reduzir em 50% os custos de logística em suas rotas.

 

Diminuição dos custos de armazenagem

Uma empresa que possui espaço ocioso em seu armazém pode alugar para uma outra que esteja precisando de espaço para estocagem de seus produtos, o que reduz para ambas os custos de manutenção dos estoques. Também é possível que as empresas que dividem o espaço colaborem nos processos de envio dos pedidos, distribuindo os custos entre seus clientes.

 

Vantagens de se investir em logística compartilhada

Agilidade no serviço

Como mencionamos acima, com o sistema de logística compartilhada é possível otimizar a rota das entregas. Isto vale também para casos em que toda a frota de uma empresa está realizando uma grande entrega. No lugar de esperar que os caminhões retornem para que possam fazer outros fretes, a empresa pode utilizar os veículos de parceiros que seguirão pelo mesmo trajeto e agilizar seu serviço de entrega.

Maior possibilidade de lucro

A matemática é simples: com a simplificação dos processos, os custos são reduzidos e as chances de lucratividade aumentam para todos os envolvidos. Além disso, os consumidores são beneficiados pelas melhorias na experiência de compra e a empresa ainda reduz os danos causados ao meio ambiente.

Fontes consultadas: Cargo X e Polifrete


MMCafé